27 julho, 2012

A hora mais sombria – A Mediadora #4– Meg Cabot

Essa resenha contém spoiler sobre o segundo terceiro da série. Clique aqui para ler a resenha de ‘Reunião’.







Autor: Meg Cabot
Páginas: 272
Editora: Galera Record
Ano: 2009

No quarto livro da série A Mediadora, Suzannah está de férias. Sim, férias de verão, um ótimo momento para relaxar, curtir uma praia e aproveitar com os amigos.

Só que por ter uma vida totalmente badalada, é claro que Suze não consegue o seu descanso tão esperado. Ela tem que trabalhar enquanto seu meio-irmão, Mestre vai para um acampamento nerd, Dunga ajuda o pai a cavar o quintal para fazer uma piscina e Soneca trabalha no Peeble Beach Hotel and Golf Resort, onde Suze também vai trabalhar por ter sida indicada.

Trabalhando como babá ela conhece Jack, um garotinho de 8 anos muito chato antissocial, que odeia sair de casa e é filho mais novo de um casal que não se importa tanto assim com ele, já que passa grande parte do tempo jogando golfe com o filho mais velho, Paul gostosão Slater.

Depois de muito trabalho Suze consegue finalmente tirar a criança do quarto e leva-lo para dar uma volta na piscina do hotel, e é nesse meio tempo que ela descobre o motivo de Jack ter aquele comportamento totalmente estranho. Ele é um mediador, assim como ela. Só que a família acha que ele tem problemas psicológicos e é claro que ninguém acredita nele, então todos os fantasmas que aparecem o assustam.

Em paralelo com o seu trabalho de babá cafona, que é obrigada a usar um uniforme brega, Dunga escava do quintal uma caixinha com diversas cartas antigas, de Maria da Silva , ex-noiva do amado, lindo, charmoso Jesse. Por algum motivo isso incomoda de maneira assustadora a dona das correspondências, que vem de onde quer que sua alma estivesse, e começa a ameaçar Suzannah, para que ela faça com que a família pare de cavar. Aparentemente Maria não vai medir esforços para acabar com quem quer que tente “estragar a sua reputação”.

Suze não aceita ser ameaçada de tal maneira, principalmente por alguém que teve culpa na morte de seu amor, arruma ainda mais encrenca e é ai que os verdadeiros problemas começam.
“– Aquela fantasma da antiga – disse Jack, parecendo sem graça. – A boazinha, que a gente viu o retrato na sala daquele careca. Ela disse que o tal de Hector, o da outra pintura, a pequenina, estava incomodando você, e que se eu quisesse fazer uma bela surpresa, deveria exer...deveria exor...deveria…– Exorcizá-lo? – Os nós dos meus dedos tinham ficado brancos em volta do aparelho. – Exorcizá-lo, Jack? Foi o que você fez?– É – disse Jack, parecendo muito satisfeito consigo mesmo. – É, foi isso mesmo. Eu exorcizei ele.”
Esse, com certeza, é até agora o livro que eu mais gostei da série. É cheio de ação, surpresas, emoções, enfim... Eu o devorei em tão pouco tempo, não conseguia parar de ler.

Na resenha passada eu havia falado que a estória estava bem óbvia, porém em “A hora mais sombria” as reviravoltas são tantas que você fica até sem ar.

Estou lendo a edição vira-vira da série e, nela encontrei alguns erros de escrita, nada que comprometa a leitura, porém uma revisão mais séria resolveria o problema.

O final do livro também é incrível, e esse já está na minha lista de favoritos.

Gostaria de contar bem mais do livro, mas a resenha já ficou grande demais com a minha empolgação. HAHA

Em suma, AMEI tudo, menos a família Slater. #fato
Bianca Silaman:
“18 anos. Sou atriz, namorada, filha e mãe de uma micro Yorkshire, não necessariamente nessa ordem. Não tenho coordenação motora alguma, mas quero aprender a tocar piano. Meus shows no banho ultimamente tem ficado cada vez melhores."

6 comentários:

  1. Parabéns pela resenha! Já li a série A Mediadora e curti bastante. Beijos!

    http://www.newsnessa.com/

    ResponderExcluir
  2. conseguiu ler todos os livros da mediadora aposto q a beatriz leu antes de vc...
    caramba nesse tempo so consegui ler 2 e estou lendo agora "não conte a ninguem" gostei mt de "cilada" e tbm "como se livrar de um vampiro apaixonado".

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Estou louca para ler a hora mais sombria! Assim que eu ver na livraria eu compro!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Minha autora preferida é a Meg o jeito que ela escreve faz a gente flutuar na cena *-* A Serie A Mediadora é a minha preferida, depois da série O Diário da Princesa , que por sinal amo muito. Já li e reli umas 500 vezes cada livro da serie A Mediadora. Suzannah Simon, depois da Mia Thermopolis da serie O Diário da Princesa, é o meu personagem preferido, a Meg deu um toque nela de menina valente e engraçada ao mesmo tempo. A hora mais sombria é o mais lindo da serie toda, a historia te cativa do começo ao fim e garanto pra quem acompanha a série vai ADORAR o ultimo capitulo hahaha. Só não consigo imaginar Jesse de Silva tão gato assim, acho que o namorado da Mia o Michael Moscovitz mais gato, mas vai de cada um. Dizem que a Disney comprou a série A Mediadora, fiquei feliz que vai virar filme, mas espero que não estragam como fizeram com o O Diário da Princesa que quem leu os livros dessa serie sabe que a historia não tem NADA ver com o livro, espero que o filme EXATAMENTE como o livro.
    Enfim, recomendo 100% a série e esse volume principalmente!

    ResponderExcluir
  5. Já li a série A mediadora Tenho o meu livro do meu lado... AMO MUUUUUUUUITO

    ResponderExcluir
  6. Já li a série A mediadora Tenho o meu livro do meu lado... AMO MUUUUUUUUITO

    ResponderExcluir

Deixe sempre seu comentário, dicas e criticas para que possamos melhorar cada vez mais...
Obrigada