04 junho, 2012

Nascida à Meia-Noite - C. C. Hunter

Saga Acampamento Shadow Falls – Os sobrenaturais.

Kylie Galen tem 16 anos e está vendo sua vida desmoronar: sua avó morreu, seu namorado Trey rompeu com ela e seus pais estão se divorciando. Parece que nada pode piorar, não é? Errado. Tudo piora quando a mãe de Kylie decide mandá-la para Shadow Falls, um acampamento para jovens problemáticos, localizado em Fallen, uma cidade no meio do nada.
E como desgraça pouca é bobagem, Kylie descobre que esses adolescentes não são apenas problemáticos e, sim, sobrenaturais. E apesar de isso ser algo difícil de acreditar, Kylie fica sem opções depois de ver um garoto metamorfo se transformar em um unicórnio na sua frente.
Tudo bem, então vampiros, lobisomens, metamorfos, bruxas e fadas existem, mas o que Kylie está fazendo ali?, ela não tem nada em comum com aquelas aberrações paranormais, além do fato de ter nascido a meia noite. Entretanto parece que ela é uma anomalia no meio de anomalias, pois ninguém consegue “ler” o seu padrão cerebral – um dom que todos os sobrenaturais possuem e os permite identificar uns aos outros. Junte a isso, o fato de que Kylie pode ver fantasmas, ou melhor, um fantasma, o soldado Dude como ela o nomeou.
Entre tentar descobrir o que ela realmente é, Kylie ainda tem que lidar com Derek – um meio fae lindo e encantador, que lembra muito seu ex namorado –, Lucas – o lobisomem sexy e misterioso, que ela conheceu quando era pequena –, os telefonemas estranhos e distantes de Sara, sua melhor amiga, e as suas novas colegas de quanto: Miranda, uma bruxa destrambelhada e Della, uma vampira pavio curto – que parecem sempre dispostas a pular uma no pescoço da outra.

A narrativa é em terceira pessoa, porém a autora consegue nos aproximar bastante da personagem principal e seus dilemas. Algo que realmente me agradou nesse livro é que Kylie não aceita logo de cara que é uma sobrenatural, como geralmente acontece na maioria dos casos. Porque fala sério, se eu do nada descobrisse que não sou apenas uma adolescente comum – com problemas pra manter minha média em matemática e uma relação de amor e ódio com o meu cabelo –, eu ia simplesmente surtar (ok, a quem estou tentando engana?, eu ia adorar!).
Kylie é uma personagem divertida e irônica, o que rende boas risadas durante a leitura, eu particularmente me identifiquei bastante com a situação com a qual ela estava vivendo (não, eu não fui mandada para um acampamento, onde um lobisomem gato e um meio fae disputavam o meu coração), os problemas com a melhor amiga, o termino de um namoro, a separação dos pais, são momentos que todos nos já tivemos que enfrentar. Os personagens secundários também são muito bem estruturados, cada um com os seus próprios problemas para serem resolvidos e escolhas a serem feitas.
 C. C. Hunter soube como pegar um tema clichê e fazer uma história que prende o leitor da primeira a última página, apesar desse primeiro volume não ter muita ação e ter deixado muitas perguntas sem respostas, Nascida à Meia-Noite foi direto para minha listinha de favoritos. 

4 Nyans para o livro

Resenha por Vanessa Freitas

3 comentários:

  1. quero ler esse livro!

    ResponderExcluir
  2. Ja peguei os dois livros da série na mão enquanto tava numa livraria e por um momento pensei: Vou levar agora! Mas ja tinha lido comentários de que a história era muito clichê e cansativa. Mas lendo sua resenha, acho que nem é pra tanto... Agora me arrependi de não ter levado. Vou ver se encaixo na proxima compra.
    Nao li a resenha do vol 2 pra nao estragar minha surpresa, por isso comentei nessa daqui rsrsrs \o/

    Bjokas

    Flávia
    http://livrosechocolate.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei como é, muitas vezes deixo de ler um livro por causa de comentários negativos, mas eu particularmente amo muito essa série!
      Quando você tiver oportunidade leia sim, e espero que goste *-*

      Excluir

Deixe sempre seu comentário, dicas e criticas para que possamos melhorar cada vez mais...
Obrigada